Tipos de Câncer de Mama

Tipos de Câncer de Mama

Já se sabe que o câncer de mama não é uma única doença e, sim um conjunto de enfermidades que tem em comum a presença da célula maligna originada da mama. Por essa razão, procuramos realizar uma classificação dos diferentes tipos de câncer, para traçarmos melhores estratégias de tratamento para cada doença.

  • Tipos comuns de câncer de mama

  • Carcinoma mamário invasivo sem outras especificações (CA-SOE)

Antigamente ele era chamado de carcinoma ductal invasivo. Este é o tipo mais comum de câncer de mama, correspondendo a 70% dos casos. Este tipo de câncer começa em um ducto da mama

  • Carcinoma mamário lobular invasivo (CLI)

O carcinoma lobular invasivo começas nas glândulas produtoras de leite (lóbulos). Ele corresponde a 10% dos cânceres de mama invasivos e são mais difíceis de serem diagnosticados

  • Tipos Especiais de Câncer de Mama

  • Câncer de mama inflamatório

O câncer de mama inflamatório (CMI) é uma forma rara e agressiva de câncer de mama que corresponde há cerca de 1% de todos os casos de câncer de mama. Este tipo especial de câncer de mama geralmente começa com o avermelhamento e inchaço da mama, em vez de um nódulo. O CMI tende a crescer e se espalhar rapidamente, com sintomas agravando dentro de dias. É importante reconhecer os sintomas e procurar tratamento imediato.

Embora o câncer de mama inflamatório seja um diagnóstico sério, tenha em mente que os tratamentos hoje são melhores para controlar a doença do que costumavam ser. A idade média no diagnóstico de câncer de mama inflamatório está entre 52 e 57 anos.

Embora a maioria dos cânceres de mama comece como nódulos ou tumores, o câncer de mama inflamatório geralmente começa com uma sensação de espessura ou peso na mama. Você também pode desenvolver uma pele vermelha e inflamada no seio.  Os seios incham e ficam inflamados porque as células cancerosas entopem os vasos que carregam a linfa. A linfa é um fluido claro e aquoso que transporta os glóbulos brancos e remove bactérias e proteínas dos tecidos.

  • Sintomas comuns de CIM incluem:
  • Eritema (vermelhidão): A vermelhidão que envolve parte ou a totalidade da mama,
  • Edema (mama): parte ou a totalidade da mama pode estar inchada, aumentada e dura.
  • Hiperemia (calor): a mama pode ficar quente.
  • Aparência de casca de laranja: seu peito pode inchar e começar a se parecer com a casca de uma laranja (isso é chamado de “peau d’orange”).
  • Outras alterações da pele: a pele da mama pode ficar rosada ou machucada, ou você pode ter o que parece ser sulcos, vergões ou até  urticária no seio.
  • Inchaço dos gânglios linfáticos: os gânglios linfáticos sob o braço ou acima da clavícula podem estar inchados.
  • Achatamento ou inversão do mamilo: O mamilo pode ficar plano ou virar para dentro.
  • Dolorido ou ardente: seu peito pode doer ou ficar dolorido.

Alguns destes sintomas são semelhantes aos causados ​​por mastite, uma infecção da mama que pode ocorrer em mulheres que estão amamentando. Ao contrário do câncer de mama inflamatório, no entanto, a mastite geralmente causa febre e é facilmente tratada com antibióticos. Se você é diagnosticado com mastite que não está respondendo ao tratamento, pergunte ao seu médico sobre o teste para o câncer de mama inflamatório.

  • Diagnóstico

Seu médico pode não sentir um nódulo distinto durante um exame de mama e uma mamografia também pode não detectar um. No entanto, é possível ver e sentir o espessamento da pele que frequentemente ocorre com o câncer de mama inflamatório. Este espessamento da pele também pode ser detectado em uma mamografia.

Na maioria dos casos, o câncer de mama inflamatório é diagnosticado depois que seu médico realizar constatar as alterações na mama, como vermelhidão, inchaço, calor ou uma aparência de casca de laranja na pele.

Como o CIM cresce rapidamente, ele é geralmente encontrado em um estágio localmente avançado, o que significa que as células cancerígenas se espalharam para o tecido mamário ou linfonodos próximos. Quase todas as pessoas com CIM têm evidência de câncer nos gânglios linfáticos. Em aproximadamente 1 de cada 3 pessoas com CIM, o câncer já se espalhou da mama para outras áreas do corpo.

Para diagnosticar o câncer de mama inflamatório, seu médico fará uma biópsia. A biópsia é um procedimento que remove parte do tecido mamário suspeito para exame ao microscópio. Como o câncer de mama inflamatório geralmente não começa como um nódulo distinto, mas, em vez disso, como alterações na pele, uma biópsia com de pele é frequentemente usada para fazer o diagnóstico.

Se a biópsia mostrar que o câncer de mama inflamatório está presente, seu médico pedirá exames adicionais para descobrir quanto do tecido mamário e dos gânglios linfáticos estão envolvidos e se a outra mama está ou não afetada. A  ressonância magnética, é considerada o teste mais confiável para reunir mais informações sobre o câncer de mama inflamatório.

  • Doença de Paget

A doença de Paget no mamilo é uma forma rara de câncer de mama em que as células cancerígenas se acumulam no mamilo ou ao redor dele. O câncer geralmente afeta os ductos do mamilo primeiro (pequenos tubos que transportam o leite), depois se espalha para a superfície do mamilo e a aréola. O mamilo e a aréola frequentemente ficam escamosos, avermelhados, irritados e com coceira. Ela é responsável por menos de 5% de todos os casos de câncer de mama, e estar ciente dos sintomas é importante, uma vez que mais de 97% das pessoas com doença de Paget também têm câncer, seja CDIS ou câncer invasivo, em algum outro local da mama. As mudanças incomuns no mamilo e na aréola são frequentemente a primeira indicação de que o câncer de mama está presente.

Os médicos ainda não estão completamente seguros de como a doença de Paget se desenvolve. Uma possibilidade é que as células cancerígenas comecem a crescer dentro dos ductos lácteos dentro do seio e então saiam para a superfície do mamilo. Isso parece explicar por que tantas pessoas com doença de Paget no mamilo têm uma segunda área de câncer dentro do seio.

A doença de Paget do mamilo é mais comum em mulheres, mas, como outras formas de câncer de mama, também pode afetar os homens. A doença geralmente se desenvolve após os 50 anos com uma média de 62 anos.

  • Sintomas

A doença de Paget faz com que a pele ao redor do mamilo fique vermelha, dolorida e escamosa. No início, esses sintomas tendem a ir e vir. Com o tempo, os sintomas da doença de Paget geralmente pioram e podem incluir:

  • comichão, formigueiro e/ou sensação de ardor
  • dor e sensibilidade
  • espessamento da pele do mamilo
  • achatamento do mamilo
  • secreção amarelada ou com sangue do mamilo

Como a doença de Paget no mamilo é rara, pode-se,muitas vezes , confundir com eczema (erupção cutânea), uma infecção ou lesão, ou alguma outra condição da pele. Para muitas pessoas, pode levar vários meses para obter um diagnóstico correto.

Diagnosticar a doença de Paget geralmente envolve as seguintes etapas:

  • Um exame físico dos seios, com especial atenção para a área ao redor do mamilo.
  • Uma mamografia para verificar a área do mamilo e também para procurar evidências de câncer em outras áreas da mama.
  • Ultra-sonografia e / ou ressonância magnética de mama para criar imagens adicionais da mama e verificar outras áreas de câncer.
  • Biópsia do mamilo e aréola. Um mastologista realizará uma pequena cirurgia para remover um pequeno pedaço de tecido da área do mamilo e aréola.

  • Tumor filodes

Ao contrário dos cânceres de mama chamados carcinomas, que se desenvolvem dentro dos ductos (tubos que transportam o leite) ou lóbulos (glândulas produtoras de leite) da mama, os tumores filódes começam no tecido conjuntivo da mama, chamado estroma. O estroma inclui o tecido adiposo e os ligamentos que circundam os ductos, lóbulos e vasos sanguíneos e linfáticos no seio. Pode ser útil pensar no estroma como o tecido que “mantém tudo junto” dentro do seio.

  • Sinais e sintomas de tumores filódes

O sintoma mais comum de um tumor filódes é um nódulo na mama que você ou seu médico podem sentir ao examinar os seios. Os tumores filódes tendem a crescer rapidamente, dentro de um período de semanas ou meses, até um tamanho de 2-3 cm ou às vezes maior. Esse crescimento rápido não significa automaticamente que o tumor filódes seja maligno; tumores benignos podem crescer rapidamente também. O nódulo geralmente não é doloroso. Se não for controlado, o caroço pode criar uma protuberância visível ao empurrar a pele. Em casos mais avançados – benignos, limítrofes ou malignos – um tumor filódes pode causar uma úlcera ou ferida aberta na pele da mama.

  • Diagnóstico

Como outros tipos menos comuns de tumores de mama, os tumores filódes podem ser difíceis de diagnosticar porque os médicos não os encontram com tanta frequência. Um tumor filódes também pode parecer um tipo mais comum de nódulo benigno da mama chamado fibroadenoma Duas diferenças importantes entre os fibroadenomas e os filódes são que os filódes tendem a crescer mais rapidamente e se desenvolvem cerca de 10 anos mais tarde na vida – aos 40 anos.

Diagnosticar tumores filódes geralmente envolve uma combinação de etapas:

  • Seu médico pode sentir o nódulo no seio, ou você pode sentir isso durante um autoexame.
  • Uma mamografia para obter imagens de raios X da mama e localizar o tumor. Em uma mamografia, um tumor phyllodes aparece como uma grande massa redonda ou oval com bordas bem definidas.
  • Ultra-sonografia para obter imagens mais detalhadas sobre o nódulo. Na ultrassonografia, os tumores filódes se parecem com massas bem definidas com alguns cistos dentro deles.
  • A ressonância magnética pode ajudar no planejamento da cirurgia.
  • Biópsia para colher amostras do tumor para exame ao microscópio. Alguns especialistas acreditam que é melhor usar a retirada total do nódulo para diagnóstico se houver suspeita de um tumor filódes. Examinar o tumor inteiro é muitas vezes necessário para fazer o diagnóstico correto. As amostras menores de tecido retiradas durante a biópsia por agulha grossa podem não ser suficientes para confirmar o diagnóstico.
  • Um patologista então examina o tecido do tumor para fazer o diagnóstico, classificando o  tumor filódes como benigno, borderline ou maligno. Em um tumor benigno.

  • Outros Tipos de Câncer de Mama (Menos frequentes)

Existem alguns tipos especiais de câncer de mama que são subtipos do carcinoma invasivo, podendo apresentar melhor prognóstico. São eles:

  • Carcinoma adenoide-cístico.
  • Carcinoma metaplásico.
  • Carcinoma medular.
  • Carcinoma mucinoso.
  • Carcinoma papilífero.
  • Carcinoma tubular.

Já outros subtipos têm o mesmo ou talvez pior prognóstico do que o carcinoma ductal invasivo, e incluem:

  • Carcinoma metaplásico.r
  • Carcinoma micropapilar.

Carcinoma misto (tem características de ducal e lobular invasivo).

Temas frequentes

Biopsias de Mama

A biópsia da mama é um procedimento médico simples no qual uma amostra de tecido mamário é removida e enviada para um laboratório para teste. A biópsia da mama é a melhor maneira de avaliar se um nódulo suspeito . É importante lembrar que os nódulos mamários nem sempre são câncer.

SAIBA MAIS

Recebendo a notícia e gerenciando medos de câncer de mama

Tantas mulheres que você conhece podem ter tido câncer de mama – amiga e vizinhas, colegas de trabalho, parentes. Parece que toda vez que você se vira, o câncer de mama é notícia no jornal ou na TV. Você pode estar com medo de desenvolver câncer de mama pela primeira vez ou de receber um diagnóstico após uma mamografia. Se você já teve câncer de mama, pode ter medo de uma possível recorrência ou mesmo da possibilidade de que o câncer de mama possa tirar sua vida.

SAIBA MAIS

Open chat
1
Olá, como posso te ajudar?